20081014
2 Pensadores

PALANQUE DOS LOUCOS - Parte II

terça-feira, outubro 14, 2008
Leia a Parte I!


Fortaleza dos paradoxos! O psicólogo experimentou uma segunda-feira de ressaca eleitoral! A sua “princesa do sol” ainda se encontrava arrasada por uma guerra tão agressiva quanto as financiadas pelo governo “Bucho”: a guerra da exclusão social! A periferia da quarta capital tupiniquim insiste em mostrar suas ruas inundadas de lama, sem saneamento, casas invadidas por doenças fortificadas pelo descaso da administração pública. Praças e calçadas tão destruídas que espantariam o mais reles dos vira-latas! Os hospitais públicos tão lotados que o doente precisaria levar uma barraca de “camping” para se acomodar naqueles corredores.

As escolas públicas são tão deficientes que deveriam contratar as mães dos alunos para complementar o quadro de professores! E a insatisfação geral dos médicos servidores? E da maioria dos servidores! Ficaram de fora, claro, os “babonetes” de plantão e a turma da terceirização. Mesmo com todas essas agruras, a “terra da luz” re-elegeu a festeira Dona Loira de uma chibatada só, em primeiro turno! E o psicólogo ficou com nó no “quengo”, pois não sabia mais o que pensar! E ficou estático admirando em sua mente fragmentária as inusitadas pesquisas “ibopianas”! E se lembrou que todo bicho de duas pernas tem uma televisão em casa p’ra convencer o miolo dele: enganar você não é nada, imagem é tudo!

Ah, mas a Av. Beira-Mar continua linda! E a Aldeota continua privilegiada! E o bairro do Meireles continua asfaltado! Aquele abraço! Porque na periferia... é só embaraço! É, caros leitores, são os bairros da elite do vil metal! E não tratem bem a eles para ver o que acontece! A burguesia é um bicho que tem poder! E tem a Loirinha na Aldeota também! Porém, a burguesia ainda é a minoria. A maioria, cuja opção foi o continuísmo, vive nos abandonados reinos do Barroso, do Planalto Ayrton Senna, da Barra do Ceará, do Conjunto Esperança... enfim, à margem da cidade burguesa. Então, por que uma re-eleição e ainda em primeiro turno? Tudo bem que em 2004 a dita cuja tenha sido eleita. Ela começou com 3%. Durante aquele Horário Promocional Gratuito, usou e abusou da representação de uma mulher que foi abandonada pelo Grande Pai, o “Partido dos Atrapalhadores”, por todos os seus irmãos, os filiados, contudo, continuou batalhando, enfrentando todas as dificuldades.

Depois surge a imagem da mãe, abandonada pelo parceiro, mas que lutou para criar seu único filho. Eram poucos minutos que foram o bastante para fortalecer um laço afetivo com a maioria pobre, excluída e abandonada pelo poder público, que luta para dar conta da casa e dos filhos e que não desiste nunca, pois é brasileira! Ah, e sem falar que apresentava-se como uma alternativa de mudar o panorama de escândalos deixado pelo governo “Jucanacy Magalhães”. Assim, ela saltou para os 20% que a levaram ao segundo turno com o “Desmoroni” e eleita com 53% dos votos! Culpa de um processo medonho destrinchado por Freud em “Psicologia de Grupo e Análise do Ego”: a identidade! É como se o ego do líder se misturasse com os do grupo e vice-versa.

Em 2008, a Dona Loira lograva os 28% de simpatizantes contra 33% da rejeição
dos “esculhambantes”, lógico, antes do Horário Comercial Gratuito. Dessa vez, a Loira decidiu usar a representação de uma mulher mais forte ainda e apelou para os arquétipos junguianos da Guerreira e da Grande Mãe. Vinculou seu governo aos venerados semblantes do Governador “Bicho de Orelhas”, que “deu” ao povo o milionário projeto Ronda, e do Presidente da “Bolsa-Esmola”! Com a ajuda do marqueteiro e “rinheiro” de galos, a Loira vendeu a sua “piaba” e foi eleita com 50,16% dos votos! Usou e abusou de um processo que era o mimo de Freud para sua clínica: a transferência! A transferência era a ligação afetiva que o paciente constituía por seu analista em substituição à figura dos pais. E a politiqueira Prefeita de Cachinhos Dourados soube encantar muito bem os seus “votadores” transformando-se na Cinderela mãe de todos!

Tanto é que a família toda de um zelador do Dias Macedo votou nela, mesmo tendo a creche municipal dos filhinhos fechada e uma filha de nove anos que cursa o ensino fundamental público, porém, só sabe escrever o nome! Mas, tem a “Bolsa-Esmola” p’ra quê mais? A figura de “Pai dos Pobres” elegeu Vargas, elege Lula e elegerá a Loira quantas vezes ela quiser! Paulo Freire, inesquecível pedagogo, dizia que a escola tinha que tirar o povo da consciência ingênua e levá-lo à consciência crítica. Mas... por que o Poder Público faria isso? Para o povo virar pensador e ir fazer “blog”? Para aprender a votar? E o psicólogo ficou caçando de quem era a culpa... da televisão? Dos arquétipos? Da identidade e da transferência? Da Bolsa-Esmola? Não, a culpa era de quem se fez de “abestado” e se prostituiu na hora de votar!

2 Pensadores:

Marcio disse...

NAO ESSA AI SO DIZ Q A FORTALEZA BELA DELA ESTA UMA MARAVILHA, PRA QUEM NAO VIU OS ULTIMOS NOTICIARIOS, A BEIRA MAR TA SENDO ALVO DE ASSALTOS EM PLENA LUZ DO DIA, TIRARAM OS POSTOS FIXOS DA POLICIA LA, ASSIM NAO DA, DEIXAR TUDO NAS MAOS DA RONDA, NAO HÁ VIATURA Q DE JEITO. ELA TEM Q FAZER UM TOUR PELA CIDADE PRA VER Q AINDA PRECISA DE MUITO MAIS QUE 4 ANOS PRA RESOLVER TUDO.

ABRAÇOS A TODOSSS
O BLOG TA SHOOOOOOOOWWWWWWW

Jornalista Azarado disse...

é amigos.. é dificil conscientizar o povo.. é complicado mostrar para eles que nós somos os chefes, que temos o dever de cobrar os políticos.. que dureza não? Como o povo joga no lixo o direito de votar.. Como o povo faz pouco caso das eleições... Como o Brasil que você citou é a cara do povo brasileiro, por que todos os problemas citados são nacionais, não somente regionais.. É duro uma minoria cidadã contra uma maioria que quer pão e circo...

 
Toggle Footer
Top