20080817
12 Pensadores

Votar ou não votar? ”Eis a questão”.

domingo, agosto 17, 2008


De acordo com o site O Globo Online, a campanha pelo voto nulo surge entre as pessoas mais bem informadas, formadoras de opinião, que estão acompanhando as notícias com mais cautela e estão se sentindo traídas e decepcionadas pela crise ética. Essa atitude mostra que o povo está cansado de ser enganado. È desanimador para qualquer eleitor ver através da mídia tanta corrupção entre candidatos que ajudamos a eleger. O numero de cassações por corrupção eleitoral no país subiu 320% desde 2000, segundo o Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC). E vejam que esse aumento foi em 8 anos, imagine o que nos espera daqui pra frente. Enquanto não houver uma mudança, uma reviravolta no sistema político, estaremos votando por votar. Cada cidadão tem a capacidade de tomar suas próprias decisões, incluindo a de não participar do processo eleitoral. As campanhas feitas pelo TSE e governo federal são voltadas para a obrigatoriedade do voto. 

Nas últimas eleições disseminou-se a idéia de que quem vota em BRANCO mostra que tanto faz, não importa quem seja eleito e que esses votos somariam para a legenda mais votada. Já no voto NULO, o eleitor demonstra que não está satisfeito com nenhum candidato. Tal idéia é um engano, já que na legislação eleitoral brasileira é considerado eleito o candidato com a maioria absoluta dos votos válidos e os VOTOS BRANCOS E NULOS NÃO SÃO COMPUTADOS. O mito de que o voto BRANCO influencia na eleição surgiu por conta da lei eleitoral de 1965 que foi alterada por outra, de 1997. Você sabia que, se em uma eleição ganharem os votos nulos, seria obrigado convocar uma nova eleição com candidatos diferentes dos que participaram da primeira? ERRADO. Esta é outra idéia equivocada que surgiu de uma interpretação incompleta do artigo 224 da legislação eleitoral. A nulidade de que fala este artigo é referente a votos nulos por questões fraudulentas, extravio de documentos etc.

Anular o voto é uma forma de expressar a sua indignação e não deixa de ser um direito que você tem, porque ninguém deve ser obrigado a votar em quem não acredita. Sem essa de dizer que, se você não escolheu alguém para colocar no poder fica sem direito de reclamar, todos nós pagamos impostos, dessa forma financiamos as decisões do governo, no entanto, temos SIM o direito de reclamar, de cobrar, de saber para onde está indo nosso dinheiro. E assim caímos naquela de achar que temos sim, que colocar alguém no poder, mesmo achando que nada vai mudar. Bom mesmo seria se existisse uma lei obrigando os políticos a realizarem suas promessas de campanha, sob a pena de perderem o mandato. Assim, como o povo é obrigado a sair de casa em dia de eleição sob pena de multa, cada cidadão tem autonomia de decidir pelo seu voto, seja na escolha do candidato ou na nulidade, afinal, democracia não combina com obrigatoriedade.

12 Pensadores:

Juliana Petroni disse...

As mudanças devem partir de nós mesmos. Com o voto consciente podemos cobrar resultados!
Parabéns pelo texto
Abç

Jornalista Azarado disse...

Sabia que existe essa lei que obriga os politicos a cumprirem as promessas? Sim, é a mesma lei pela qual somos obrigados a votar. Colocamos lá pessoas em quem confiamos e têm deveres para conosco. Cabe a nós cobrar os resultados. Se eles não cumprem as promessas, cabe a nós tirá-los do poder. A população tem esse poder. Mas não tem vontade de fazer isso. Votar nulo, para mim, não é uma alternativa para mudar nossa política, precisamos mudar nós, a população precisa aprender a cidadania. É nosso direito cobrar e, se quisermos, retirá-los de lá. Falta consciencia política, cidadania, educação para grande parte do povo brasileiro, que deixa os politicos fazerem o que dá na cabeça, se eles dão uma esmola para o povo.

Jornalista Azarado disse...

OLá caros! Para fazer a tag html, eu contei com a ajuda da Sú, deste blog aqui: http://minhasmares.blogspot.com/

Fala com ela. Ela é uma pessoa de ótimo coração e acredito que dará essa ajuda a vocês! Eu não entendo nada de tag, html, etc... Ela quem fez para mim. Acredito que ela pode ajudar a tirar as dúvidas de vocês.
Boa sorte e quando estiver pronto, me avise para eu colocar no meu blog! ;D
Até mais dupla!

PequenAprendiz disse...

Olá!
Retribuindo a visita, gostei do post.
Não conhecia a diferença entre o voto branco e nulo.
E isso muito me interessa...
Afinal, como vcs afirmam, está cada vez mais difícil escolher em quem votar.
E pensar que se dizem representantes do povo...
Ótima semana!

Su disse...

desbravadorasuzan@gmail.com

Manda pra mim um email que aii eu te explico como faz, ou se vc qzer posso fazer pra vc!!

Comentando o texto:
As propagandas políticas já começaram, agora cabe a nós cidadãos votar consientees... Temos que ter conciência e avaliar direitinho cada candidato!!

Abraços, e conte comigo!!

Wagner L. Moreno disse...

muito coerente esse texto... bom mesmo!

http://infocasa.blogspot.com

Paula Calloni disse...

Estou pensando em votar nulo também. No mínimo, evito votar em candidatos que já "cicatrizaram" na cadeira. Ou seja, naqueles cuja cara a gente já conhece de velha data, que entra eleição sai eleição estão lá, na TV, fazendo palhaçadas e sendo motivo de chacota no horário eleitoral.

Brisa disse...

Votar nulo nunca é uma boa opção, ai estaremos anulando nossa vontade de mudar!
Abs

Alexandre Brendim disse...

Sempre fui contra voto nulo, sempre!!

Mas infelizmente nós chegamos no fundo do poço e acho que, para um cidadão comum, esta é a única arma, hoje, para mostrar a esta corja, o tamanho da nossa insatisfação.

jpponciano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Tio, vo votar em ti pra prefeito !! VOTE NO TIO nº24 !!

Carlos Henrique Leda disse...

Que bom que algumas pessoas entendem que voto nulo é opção, muitas vezes muito consciente.
E para não ficar somente nessa de criticar sem propor nada, escrevi uma proposta de um novo sistema eleitoral, onde nesse sim eu faria questão de participar, mesmo sendo facultativo.
Se quiser, é só entrar em meu blog.

 
Toggle Footer
Top